Estropiada

Padrão

Minha princesa se machucou…Brincando de pega-pega com as colegas, meteu o rosto em uma pilastra e deu literalmente um furo na testa, junto da sobrancelha, além de ter ficado com o lado esquerdo super inchado. Teve que dar pontos, e a cicatriz vai formar uma espécie de luazinha.

Eu fiquei muito, muito triste mesmo, porque uma cicatriz no rosto, bem no meio do rosto, não é nada legal…Ela nem está chateada, porque na verdade não tem noção ainda. Mas quando ficar mais mocinha, com toda certeza vai ter ódio mortal dessa marquinha.

Ainda fazem 10 dias, mas pretendo, assim que tiver passado mais tempo, comprar um produto chamado cicatricure, que promete minimizar bastante as marcas. Espero que ajude bastante!

No dia seguinte ao acidente:

07 dias depois:

11 dias depois:

A volta às aulas

Padrão

As aulas voltaram em 02 de Fevereiro (uma semana e meia atrás), e as crianças, graças a Deus, adoram ir pra escola, então eu nunca tenho problemas nessa época. A Giovanna inclusive, afirma que gosta tanto de ir pra aula que nem gosta de férias, hohoho.

Esse ano não mudaram de escola, o que é ótimo; A Gi está com praticamente todas as mesmas coleguinhas novamente, além de duas novatas, e o Gustavo já não está com tantos, porque do 2º período pro 1º ano muita gente troca os filhos de escola.

Estou tentando impor uma rotina: assim que chegam da aula, a primeira coisa que devem fazer é o Dever, mas como é o Fernando que está com eles à noite, nem sempre tem dado 100% certo, rsrs. Mas ao menos eles começam, e no outro dia eu faço as correções e eles terminam o que ainda estiver faltando.

Proibí o Nintendo no meio de semana porque o Gustavo estava ficando literalmente viciado,e pela manhã só vêem televisão após todo o Dever pronto e a mochila organizada. Nossa, é tão Difíiicil…Eles tentam engrupir de todas as formas, rsrs.

O Gustavo aos poucos está se adaptando à novidade de ter vários cadernos e livros, e ter que fazer sua mochila observando o horário todas as manhãs, pois até então eram poucos cadernos e ficava tudo por lá; O pouco que tinha de ser feito eu mesma preparava.

Uma novidade esse ano são as aulas de música, o que achei super interessante, principalmente por dar a oportunidade das crianças entrarem em um universo musical diferente dos axés e eletrônicas da vida. Nada contra axé e eletrônica (aliás, adoro música eletrônica), mas é preciso que as crianças tenham um gosto mais eclético do que o despejado dia e noite nas rádios e na TV.

Sigo tentando insistentemente fazer com que Gi tenha gosto pela leitura. Ela  adora que eu leia pra ela mas morre de preguiça de ler, principalmente se for em silêncio, o que pra mim é inintendível: acho a leitura em voz alta cansativa demais, dói a boca, hohoho. Mas espero que com o tempo ela supere essa mania. Já o Gustavo até gosta, mas ainda está muito no início do processo. E também adora que eu leia pra ele.

E vamos pra mais um ano letivo! E que as crianças se desenvolvam bastante!

Formatura das crianças

Padrão

Passou o dia da formatura das crianças, e na correria acabei não postando por aqui.

Na verdade, seria pra “formar” apenas o Gustavo, já que ele terminou no final de 2010 a Educação Infantil.Porém, houve um desencontro com a Giovanna na época em que ela fez o 2º período: na escolinha onde ela estudava, a festinha era no 1º ano (por ser o antigo 3º período), e na escola onde ela estudou o 1º ano, a festinha era no 2º período :(

Esse ano, a escola onde eles estão é pequena e muito intimista, de forma que houve a possibildiade de eu conversar com a proprietária sobre a situação da Giovanna, e além disso, como o Gustavo participaria, negociar um grande desconto nos valores relativos a ela. Então, consegui incluí-la, e acho que valeu muito a pena, pois ela adorou e foi tudo uma graça! Muito além das minhas expectativas, inclusive.

Ambos cantaram, dançaram e se apresentaram fofamente, e ficaram lindos, como sempre (hohohoho):

Natal

Padrão

Natal chegando, os famosos presentes precisando ser comprados, aff. Por mais que a gente saiba que o espírito desta época não deve ser o consumismo, pras crianças é isso o que pega. Eita luta.

Há algum tempo a Gi veio me dizer uma lista de brinquedos bem caros, e então eu disse que não adiantava ela pedir nada daquilo porque o Papai Noel não iria dar, visto que eram artigos que custavam muito dinheiro. Eis então o diálogo que seguiu:

-Mas mãe, o Papai Noel fabrica os brinquedos. Ele não precisa comprar! Eu vou pedir isso sim!

Nesse momento precisei dizer algo que explicasse a ela que não era assim que a coisa funcionava de modo a não afirmar com todas as letras que era eu mesma que iria comprar:

– Não filha, não é bem assim. São os pais que precisam repassar pro Papai Noel o dinheiro pra ele fazer os brinquedos.

– Ahhh éee? Nossa…

E há alguns dias, eis o bate-papo dos dois dentro do carro:

Gi: – Ninguém mais na minha sala acredita em papai noel, só eu…eu acredito!

Gu:- Na minha sala todo mundo acredita!

E é neste pé que anda o Noel aqui em casa: capengando e em vias de ser desmascarado, rsrsrs. Mas enquanto der pra ir levando o encantamento do bom velhinho, é o que irei fazendo.

E esse ano será bem diferente porque pela primeira vez desde que meus pais se separaram, há quase 20 anos, nunca havia passado um natal com meu pai. Iremos pro Espírito Santo passar o dia 25 por lá, junto com ele e os familiares de sua exposa.

Espero que seja muito legal e tudo corra bem.

E aos que passarem por aqui, boas festas e um ano novo cheio de realizações!

Diamantina

Padrão
Esse final de semana estivemos em Diamantina, para o casamento de um amigo do maguido.

Eu já havia estado lá antes, ainda solteira (significa-há alguns séculos), em pleno carnaval, onde a cidade está louca, cheia de loucos e fedendo a xixi, rsrs, e já naquela época achei a cidade linda.

E atualmente, ainda mais após ter sido recauchutada pras filmagens de “JK”, “A Cura” e ter se tornado roteiro da Estrada Real, ela está ainda mais bela, muito bem conservada, todos os lindos casarões bem pintados.

Que lugar agradável de se passear e de se olhar! Adorei!  Pena que era feriado e estava praticamente tudo fechado, com exceção de restaurantes e uma ou outra loja, o que fez com que o lugar estivesse meio morto.

Ainda por cima, maguido é mais indiferente a esse tipo de turismo. Pra ele, passeio tem que ter ação, como por exemplo, ir a uma praia, ou a um clube, ou parque, ou encontro com amigos, enfim, nada de só andar e olhar. Então, bastou uma voltinha rápida pela cidade que ele se deu por satisfeito e soltou: “bom, podemos ir embora, né? Já vimos tudo!”…

Infelizmente, levei a máquina mas esqueci o cartão de memória em casa.Tivemos portanto que nos contentar em bater fotos de celular, que são uma merlin mas ao menos dão pra registar o acontecimento:

Ladeira...
Ladeira…
Rua comercial

Rua Comercial

       

Estátua de Juscelino
Estátua de Juscelino

                                        

Igreja central

Mais ladeiras...

Belas montanhas de Minas!

Loja da Nonoca-Série A Cura

Mais uma igreja

Casa do Juscelino

Praça central

Centro histórico

Casa do Dimas (A Cura)-Dizem...

Gustavo e a leitura

Padrão

O Gustavo agora começou o processo de leitura. É uma graça vê-lo “lendo” alto:

– B com O=BO;  L com A= LA.  Bola!!!

Essa soletração acontece em 100% das palavras, pois ele ainda não consegue ir direto. Ele está super interessado em aprender, e vira e mexe o pego sozinho, tentando decifrar algum texto, ler algum rótulo, alguma propaganda. Muito fofo! E está adorando também ouvir histórias. Muitas vezes foco mais a Gi nesse ponto, por causa da idade, mas por incrível que pareça muitas vezes ele presta mais atenção do que ela.

Pra escrever ele também está começando a pegar o jeito. Soletra alto e diz: Ah, já sei! E geralmente tem acertado.

A Giovanna eu sigo tentando de todas as formas fazê-la tomar gosto pela leitura. Ela tem maior predileção por alguns tipos de texto, como por exemplo, histórias com bastante humor e acontecimentos inusitados, e as que contam histórias de meninas. Seu livro preferido é “Gabriela e a Titia”, de Ruth Rocha, e os da Bruxa Onilda, que realmente são muito bonitinhos ;).

O livro “Pippi Meialonga” eles adoraram. Na verdade não consegui terminar de ler todo porque era da biblioteca, mas até onde eu fui eles se divertiram bastante.

Os livros de fábulas eles não acham muito interessantes, e pra ser bem sincera, até eu mesma as acho meio maçantes às vezes, sem sentido. Algumas possuem situações totalmente sem pé nem cabeça ou finais ilógicos.

Monteiro Lobato infelizmente é praticamente inviável. Já tentei ler dois: “Reinações de Narizinho” e “Fábulas”. O Reinações a Gi até gostou mais, porque tem partes engraçadas. Mas, a cada parágrafo, no mínimo 05 palavras ela não sabe o significado, e pior, algumas nem eu mesma sei, de tão diferentes e pouco utilizadas que são, o que torna a leitura muito cansativa, inclusive pra mim.

Histórias em quadrinhos ela gosta, as da Luluzinha principalmente. O “Diário da Julieta”, que é um livro em quadrinhos (do Ziraldo), ela adorou. Quando saíamos de carro, ela levava e ia lendo até chegar ao destino. Pena que a revistinha da Julieta já parou de ser vendida.

Eu descobri o http://www.blogdajulieta.com.br, que é um blog da Editora Melhoramentos onde a Julieta “escreve”, e a estou incentivando a ler e até comentar. Acho importante todo canal que force a criança a se expressar de forma escrita. Porém, o que acontece é que não há um blog do Menino Maluquinho ou outro qualquer que seja para menino, e o Gustavo, ao ver a Giovanna respondendo a tal da Julieta, quis porque quis conversar com algum personagem também. Mas qual? Não há!!! Tudo é mais complicado pra menino, credo…

Quanto aos brinquedos do Dia da Criança, o que fez mais sucesso foi a Cama da Barbie e a lojinha de Sushi. A Gi brincou até não poder mais, e agora deu uma parada, pra variar : (  Já o Gustavo não deu muita idéia pro que ganhou não. Difícil!!!

A saga da compra de brinquedos

Padrão

Dias das crianças chegando, começa o martírio: definir o que vou dar às minhas.

Em relação à Giovanna, a dificuldade é definir, dentre várias possibilidades, pelo quê optar. Ela oscila muito: há épocas em que nem se lembra que boneca existe, em outras fica mais com a Polly, em outras se apega à Barbie, e em outras com bonecas maiores, tipo bebê. Só nisso aí ja moram um milhão de opções!!! Sempre dou roupinhas de boneca fora de épocas especiais, então ela já tem muitas e já me falou que não quer mais; Quer os acessórios: quarto, cozinha, banheiro, comidinhas,etc.

Pensando em comprar os móveizinhos de madeira da Feira Hippie, acordei às 07 da manhã do domingo pra ir naquele bendito lugar…O que a gente não faz pelos filhos, affff…Lá encontrei vários móveis, mas comprei apenas a cama, porque a penteadeira já havia acabado. Depois, alguns acessórios: roupão de banho, camisola e biquini, tudo das bonequitas. Pronto, Considerei suficientes os presentes. Mas qual o quê, no meio da semana fui no Wal mart e vi várias kits pra Barbie com pratinhos, copinhos, refri, computador, comidinhas, liquidificador, enfim, loucura total!! Gente do céu, eu a-do-ro coisinhas de boneca, sempre adorei). Comprei três kits (kkkkk). Agora irei dar apenas um; Os outros vou deixar pra frente.

Já em relação ao Gustavo, a coisa complica. Eu não entendo lhufas desses bonecos horríveis, com nomes estranhos. Carrinho eu não aguento nem mais ver de tantos que ele tem, e cá pra nós, é tudo igual né? hohohoho. Pra piorar tudo, ele não é muito claro em suas preferências: cada dia ele fala que vai pedir uma coisa ao Papai Noel, ou que vai juntar dinheiro (?) pra comprar sei-lá-o-quê que viu na televisão.

Como coisas pra ele só há em lojas especializadas, na questão preço o lance é complexo. Tudo caríssimo (somando-se ao meu bolso magro, rsrsrs), o que dificulta ainda mais: os brinquedos interessantes estão praticamente inviáveis pra essa época (só compro brinquedo mais caro no Natal).

Resultado: Horas e horas rodando dentro da loja, parecendo uma barata tonta, e pra piorar, fica o bendito do vendedor andando atrás de mim e me desconcentrando. Eu deteeeestoooo vendedor na minha cola, não consigo prestar atenção em nada, me sinto constrangida demais. Se bobear saio sem comprar nada só por causa disso…

Depois de muito pensar comprei uma bolota que é um tal de Bakugan e um boneco Transformers que vira carrinho.

Bom, espero que eles gostem, e que tenham uma ótima semana das crianças.