Arquivo mensal: março 2010

Um programa de índio e outro nem tanto

Padrão

Sábado agora, 27/03, houve a Parada Disney aqui em BH.
Como festividades gratuitas costumam lotar demais, fucei na internet à procura de saber se nas outras Capitais havia sido legal, se não havia reclamação, e não encontrei nada. Então resolvi arriscar.
Como a lagoa da Pampulha estava interditada, tivemos que parar super longe e caminhar até a igreja, onde iniciaria o desfile. Só nisso já foi uma chatice porque a Giovanna começou a encroar após um certo período de andança, choramingar, enfim, um saco.
Quando enfim chegamos havia acabado de começar, e estava tudo absolutamente lotado. Como o desfile seria no nível da rua, inclusive com a maioria dos personagens no chão, era impossível ver qualquer coisa se não estivéssemos literalmente pregados nas grades, o que foi inviável porque elas já se encontravam abarrotadas de gente, o povaréu se empurrando, tentando chegar mais na frente, a meninada pendurada nos perscoços, ema loucura. Resultado final: fomos embora após 15 minutos de tentativas de ver uma cabeça do Pateta que fosse, e não vimos naaaaada, rsrs. Frustração total e geral.
Mas no domingo fomos visitar o Espaço Tim UFMG do Conhecimento, que foi inaugurado semana passada, e faz parte do Circuito Cultural Praça da Liberdade, também inaugurado recentemente, e ao menos lá não pagamos mico.
O local é super interessante e explica acerca das teorias evolucionistas e meio ambiente. O planetário não pudemos ver porque os ingressos se esgotaram.
As crianças adoram esse tipo de lugar. Apesar de não entenderem exatamente o que está sendo explicado e nem saberem bem o que é aquele local, sentem o ambiente como informativo e querem absorver tudo. Só não conseguem agir de forma correta, que é em silêncio, sem correr, etc, o que torna tudo mais cansativo.
O espaço é muito interessante e vale pena conhecer, principalmente pra quem gostar de história, como eu, por exemplo.

Anúncios

A nova escola

Padrão

Esse ano, mais uma vez, as crianças trocaram de escola. Na verdade não é nem nunca foi minha vontade meus filhos ficarem cada ano em um lugar; Acho péssimo. Mas foram circunstâncias que causaram essa situação; Principalmente o fato de eu ter trocado de localidade e horário em meu emprego, o que fez com que a escola onde eu os havia matriculado ano passado e que até então era a ideal, se tornasse inviável. Porém, por dó deles, os mantive aos trancos e barrancos até o final do período letivo.
Eles estão adorando, e se adaptaram quase que imediatamente. Nesse ponto nunca tive problema: sempre amam ir pra escola, nunca choraram pra serem deixados (a não ser o Gustavo durante um pequeno período de tempo, quando tinha apenas 2 aninhos, tadinho ;( )Fora isso, jamais deram trabalho nesse aspecto.
Eu estou gostando bastante. É super perto de casa: 05 minutos a pé. Podemos sair faltando 5 pras 13! É simples, sem luxos nem grande estrutura física como a do ano passado, mas eles parecem não estar se incomodando nem um pouco com isso, rsrsrs. Os amiguinhos foram receptivos e ambos se enturmaram rapidamente, ao contrário de 2009, quando a Giovanna chorava todo santo dia porque a bendita coleguinha com a qual ela tinha cismado não dava bola pra ela, e as outras eram ariscas, todo dia falavam que não eram mais amiga dela, uma chatice. Chegam em casa felizes e vão felizes, fazem os deveres de casa sem ficarem chateados, além de esperarem alegremente pela segunda-feira. E isso é o mais importante!!