Arquivo mensal: outubro 2008

Que sumiço…

Padrão

Nossa, dessa vez extrapolei todos os limites do sumiço e fiz uma das maiores viagens da minha vida, rsrsrs. Foram 13 dias fora de casa!!!

Na semana passada fomos eu e as crianças pra uma colônia de férias em Nova Almeida, ES, com minhas tias. O lugar é uma delícia, parece um condomínio fechado com as casas coladas umas nas outras e muito espaço onde as crianças podiam correr e andar “sozinhas’ à vontade. Havia piscina de criança e de adulto e a praia tinha ondas suaves. Além disso, como fomos em uma excursão, houve uma gincana e uma comemoração do dia das crianças bem divertida.

Pela manhã íamos pra praia e lá ficávamos entre água e areia até o meio-dia; Depois voltávamos, almoçávamos e íamos pra piscina. Eita vida ruim! rsrs.

E essa semana fomos pra casa do meu pai que fica em Jacaraípe, bem pertinho de onde estávamos. A casa dele ficou ótima, muito arejada e espaçosa. Agora ele tem 3 cachorros, sendo um boxer filhote e 2 yorkshire. Ai ai, a carinha de piedade do boxer é de matar! Ela é fofa demais. Minha “madrasta” é muito gente boa, tranquila, ria muito com as crianças.

Enfim, tudo ótimo! Agora voltar pra valer ao ritmo normal porque já passou da hora!!

**********

A Rafa, uma amiga de blog, está fazendo uma campanha em prol da doação de medula óssea. Eu achei muito interessante e resolvi colaborar também:

Veja, passo a passo, como funciona a doação de medula óssea no Brasil:
· É preciso ter entre 18 e 55 anos de idade e boa saúde e se cadastrar como doador voluntário em um Hemocentro;
· No cadastramento, os voluntários doam apenas 10 ml de sangue;
· Essa amostra passa por um exame de laboratório, chamado teste de HLA, que determina as características genética do possível doador;
· As informações são colocadas em um cadastro nacional, o REDOME, ou Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea;
· Quando alguém precisa de transplante, os técnicos do Redome fazem a pesquisa de compatibilidade por entre os registros de todos os doadores cadastrados;
· Se for encontrado um doador compatível, ele será convidado a fazer outros exames de compatibilidade genética. Se o perfil coincidir com o do paciente que precisa do transplante, o voluntário decide se realmente quer doar;
· Durante a doação, o doador recebe anestesia geral. Com uma agulha, a medula é aspirada do osso da bacia;
· A quantidade de medula doada é de apenas 10% da medula total. Em 15 dias ela já estará recomposta.
Os interessados em doar devem procurar o Redome ou o Hemocentro mais próximo